segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Aparelho auditivo pelo SUS - CUIDADO COM AS TRAPALHADAS BUROCRÁTICAS E FALTA DE INFORMAÇÃO DE MÉDICOS E FUNCIONÁRIOS

ESTA É MINHA HISTÓRIA PESSOAL como  vítima das trapalhadas de funcionários e médicos do SUS ou conveniados com estado ou prefeitura....NO ESTADO DE SÃO PAULO, CIDADE DE SÃO PAULO.

APARELHO AUDITIVO PELO SUS - trapalhadas burocráticas. Fiz meu cartão SUS, marquei com fonoaudióloga, esta me encaminhou para otorrino e otorrino fez pedido de aparelho auditivo baseado em audiometria que não é do SUS, isso está errado, eu disse ao médico que precisava audiometria do SUS e ele me garantiu que não. Mas tem mesmo que fazer audiometria pelo SUS, o médico errou feio. O otorrino preencheu um pedido de aparelho auditivo sem diagnóstico. A Assistente social do posto também me informou mal. 


Hoje volto à PRIMEIRA fonoaudióloga que me diz que estava TUDO ERRADO...depois de mais de 2 meses de espera. 

E fica um jogo de empurra-empurra me mandando voltar para o otorrino que fez a cagada...não aguentei e comecei a chorar de puro ódio. Fui à sala da administradora do posto e contei tudo...ela deu uns telefonemas e marcaram nova consulta com outra fonoaudióloga para a semana que vem. 
Além da espera prevista que é grande a gente é vítima de atraso por culpa da preguiça e falta de informação de quem atende pelo SUS. 
Se eu fosse uma pessoa mais humilde, menos informada, ia amargar mais esse descaso.

INFORMAÇÃO EXCLUSIVA PARA OS MORADORES DA CIDADE DE SÃO PAULO
NO LINK ABAIXO** VOCÊ PODERÁ ENCONTRAR A  UNIDADE BÁSICA SAÚDE DO SUS CORRESPONDENTE A SEU ENDEREÇO. É NESSA UNIDADE ONDE SERÁ FEITO O CARTÃO SUS (APRESENTANDO DOCUMENTO DE IDENTIDADE E COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA, CONTA DE LUZ, TELEFONE, ETC). JÁ TENDO O CARTÃO SUS VOCÊ TEM QUE MARCAR CONSULTA COM CLÍNICO GERAL E INFORMAR SEU PROBLEMA AUDITIVO. SERÃO PEDIDOS EXAMES E SE HOUVER NECESSIDADE DE APARELHOS AUDITIVOS SERÁ FEITO O ENCAMINHAMENTO. 

**
http://www3.prefeitura.sp.gov.br/buscaubsweb/forms/frmPrincipal.aspx

Mesmo tendo seguido os procedimentos indicados tive problemas, porque a otorrino para a qual fui encaminhada, e também a assistente social do posto desconheciam os procedimentos corretos e me mandaram de volta ao posto do bairro onde iniciei o processo...ou seja a gente procura fazer tudo bem direitinho mas nem sempre os profissionais envolvidos conhecem o sistema... resultado ficamos no meio de um jogo de empurra empurra. Somos vítimas do descaso, da desinformação, da burocracia.


Tentei obter informação mais completa e não consegui...

Telefone 136 do SUS - mais de dez minutos ouvindo musiquinha...
Telefone 52123730...ouvidor não está ou caixa postal...

Abaixo coloquei a mensagem enviada em 05/09/2012 à Ouvidoria do Governo de São Paulo 

http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/


Resposta:
Prezada Sônia Maria, 

Agradecemos seu contato e informamos que existe um canal exclusivo para atendimento aos usuários e esclarecimento da população do Estado de São Paulo. 
Por favor, envie seu questionamento para o email ouvidoria.sedpcd@sp.gov.br ou telefone: (11) 5212.3730 

Att. 


Enviei a pergunta conforme indicado acima e começa o festival de empurra-empurra...me mandaram perguntar ao Centrinho de BAURU...eu quero saber do procedimento na cidade de São Paulo, a resposta é resultado de preguiça ou desconhecimento?



Prezado(a) 

Agradecemos sua manifestação e orientamos entrar em contato com Centrinho USP Bauru, através do telefones: (14) 3235-8064 ou 0800-101988. 

Site: http://www.centrinho.usp.br/ 

Att, 



Minha resposta quase irada `a Ouvidoria acima indicada:

Esta resposta é incorreta e incompleta, quero saber do procedimento na cidade de São Paulo SP, através dos postos do SUS  conveniados com o Estado. O primeiro contato tem que ser com o posto de saúde conveniado no bairro do paciente, é esse trâmite que necessito esclarecer. Por favor peço uma resposta mais completa. 

A RESPOSTA SE LIMITOU A UMA LISTA DE HOSPITAIS QUE SABIDAMENTE TÊM ATENDIMENTO DE OTORRINOLARINGOLOGIA
NADA FOI DITO DOS PROCEDIMENTOS QUE O PACIENTE DEVE REALIZAR, NEM FOI CITADO O CARTÃO SUS, NECESSÁRIO PARA ESSES ATENDIMENTOS.
ACREDITO QUE UM ÓRGÃO DO ESTADO DEDICADO ÁS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA DEVERIA ESTAR PREPARADO PARA NOS ESCLARECER. 
CONCLUSÃO NÃO FORAM DADAS INFORMAÇÕES OBJETIVAS. 

"Entrar em contato com a Sta Casa para marcar uma consulta com o otorrinolaringologia e falar do interesse para 
obter o aparelho auditivo, levar todos os comprovantes da residência, audiometria e de outros laudo médico. 
De preferência ir pessoalmente, esta tramitação é bem demorado. 

Santa Casa de Misericórdia 
Endereço: R. Dr. Cesário Mota Júnior, 112
Fone: (11) 2176-7000
Distância aprox. do metrô: 609 metros a pé.
Website: 
www.santacasasp.org.br 

ou 

http://www.hospitalsaopaulo.org.br/index.php 
Rua Napoleão de Barros, 715 - Vila Clementino
São Paulo, SP - CEP: 04024002 - Tel. (11) 5576-4522 


ou 

Tentar junto a Divisão de Otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas (HC), da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP),   
http://www5.usp.br/2444/hospital-das-clinicas-entregara-aparelho-auditivo-de-numero-10-mil/
Hospital Universitário 

3039-9200 "


e também ao 
Centro RuI Bianchi  
http://www.centroruibianchi.sp.gov.br/


Necessito informação objetiva de como obter próteses auditivas pelo SUS, nos postos de convênio com o SUS. Muitas vezes os funcionários de atendimento pouco sabem informar e encaminham as pessoas de maneira incorreta ou simplesmente não informam. Eu mesma fui vítima de falta de informação de funcionários. Mantenho há mais de três anos um blog para informação aos deficientes auditivos e surdos que não usam libras e usam próteses auditivas. Muitas pessoas me escrevem pedindo informação sobre aparelhos auditivos pelos SUS e eu gostaria de ajudar a essas pessoas. Eu também sou surda bilateral severa e uso aparelhos auditivos há mais de 40 anos. Peço que esta ouvidoria me responda porque outras consultas foram encaminhadas para pessoas que tratam de assuntos de surdez ( Sra G.F. se não me engano) e NUNCA OBTIVE RESPOSTA.  


VAMOS VER SE VÃO RESPONDER. QUALQUER RESPOSTA COLOCAREI AQUI PARA INFORMAÇÃO DE TODOS.


MAIS UMA NOVIDADE APARECE EM MEU CAMINHO RUMO ÁS TÃO NECESSÁRIAS E DESEJADAS PRÓTESES AUDITIVAS

INVENTARAM QUE PACIENTE ATENDIDO PELO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE SÃO PAULO TERÁ QUE PASSAR POR UM PROGRAMA CHAMADO REOUVIR E QUE DEVERÁ SEMPRE ESTAR ACOMPANHADO DE OUTRA PESSOA. epa! epa!
QUER DIZER QUE UMA PESSOA DEFICIENTE AUDITIVA NÃO É CONSIDERADA INDEPENDENTE? QUE PRECISA DE ACOMPANHANTE? ACOMPANHANTE PARA QUE FUNÇÃO, ALGUÉM ME EXPLICA?

MANDEI ESTA MENSAGEM PARA A OUVIDORIA DO HC ETC... 
SOCORRO! FICAREI SEM MINHAS PRÓTESES PORQUE NÃO TENHO NEM PRECISO DE ACOMPANHANTE!!!!! 

Estou sendo atendida via SUS para recebimento de próteses auditivas. Sou deficiente auditiva e uso próteses há mais de 40 anos. Me informaram que serei encaminhada ao programa Reouvir que exige a presença de acompanhante para os testes auditivos e assistência de palestra sobre surdez. 

Se o programa Reouvir é voltado para pacientes que ficaram surdos depois de idosos não devem interpretar que todo paciente surdo seja idoso  e precise entender a surdez e o uso de próteses para se acostumar a usá-las.Não é o meu caso (eu sou surda muito antes de ficar idosa) e de muitas pessoas que perderam a audição em diferentes fases da vida.

Eu sou lúcida, alfabetizada e nunca me utilizei de acompanhante em função da surdez uma vez que as próteses auditivas cumpriam sua função perfeitamente. E também entendo que provar próteses auditivas não é um procedimento que exija medicamentos, anestesia e acompanhante como uma endoscopia por exemplo.

Não tenho mais parentes próximos e não sou casada nem tenho filhos. Essa exigência de acompanhante é baseada em que critérios? É constitucional? Tem justificativa médica? Eu não necessito aprender a usar próteses auditivas uma vez que as uso desde os 20 anos de idade. Nunca usei intérprete ou acompanhante em função da surdez e luto há anos pela autonomia das pessoas que usam aparelhos auditivos, implantes, etc.Terei que contrAtar enfermeira acompanhante para cumprir essa exigência absurda? Temo que por não conseguir cumprir uma exigência burocrática eu seja impossibilitada de receber atenção à minha saúde auditiva, tendo prejudicados os meus direitos de cidadania.
Peço uma resposta o mais urgente possível. Obrigada 

MAIS UMA MENSAGEM DESTA VEZ ENVIADA AO MINISTÉRIO PÚBLICO E TODAS AS OUVIDORIAS DE SAÚDE POSSÍVEIS E IMAGINÁVEIS...


Preciso orientação para um caso de desrespeito à minha autonomia:

Para chegar à indicação de aparelhos auditivos pelo SUS passei por uma fonoaudióloga, uma otorrino, voltei à primeira fono, passei pela segunda fono, fiz audiometria...tudo sozinha, agora no Reouvir exigem acompanhante. Já estive lá pessoalmente e ouvi que existe essa exigência de acompanhante.
É uma situação absurda e desumana uma vez que sou uma pessoa lúcida, alfabetizada, independente, sempre trabalhei até me aposentar, fiz vários cursos superiores e nunca precisei de acompanhantes de qualquer tipo em função da minha surdez. Sou deficiente auditiva há mais de 40 anos. Leio, falo e entendo português com a ajuda de prótese auditiva e leitura labial combinadas. como já disse passei por 4 consultas até chegar à indicação de aparelhos auditivos, sempre sozinha, sem acompanhantes.
Imagino que a regra seja para surdos que necessitam intérpretes mas não pode ser aplicada a todo e qualquer deficiente auditivo.
Isso é discriminação e além disso implica na falta de atenção à saúde a que todos temos direito uma vez que anunciam que é condição "sine qua non" ter acompanhante em todas as consultas. Esse acompanhante deve ser pessoa maior, apresentar CPF (ou RG) e ser sempre a mesma pessoa em todas as consultas.
Quem hoje em dia pode contar com um "anjo da guarda"  para consultas médicas corriqueiras? Não é um procedimento que implique anestesia, remédios, etc...é um simples teste de aparelho auditivo que se faz em qualquer revenda desses equipamentos. A maioria das pessoas trabalha, gente como eu perdeu por morte todos os parentes próximos, e se fica algum parente este tem que trabalhar. Não sou casada e não tenho filhos. Vou ter que contratar enfermeira, a um custo enorme sem precisar só para satisfazer esse CAPRICHO BUROCRÁTICO?
Soube hoje que há pacientes que voltam ao posto de atendimento, chorando porque não tiveram atendimento por não ter levado acompanhante. É humilhante e fere nossos direitos de cidadania e de atenção à saúde.








5 comentários:

Anônimo disse...

tudo mentira. eles estao enrolando meu pai ha mais de 5 anos, ja fez todos os exames, e só esta esperando ser cahamado pra receber o aparelho. é tudo mentira e perda de tempo.SUS de Ribeirao Preto.sp

Anônimo disse...

Quer resolver o problema? Após ter tido o cartão SUS e estar em poder de algum exame que comprove a dificuldade na audição, procure a Justiça Federal de sua cidade (Não pode ser pelo Juizado, pois o juiz pode entender que cabe perícia judicial e no Juizado não é cabível devido o Princípio da Celeridade Processual), gratuitamente, mediante uma simples afirmação de pobreza, munido dos documentos:

1) Cópia de Identidade;

2) Cópia de CPF;

3) Cópia do Comprovante de Residência; (Se não tiver, pode ser feita uma declaração também)

4) Cópia do Cartão do SUS;

5) Cópia do Laudo do Exame Médico.

*Em virtude de problemas burocráticos, recomendo levar os documentos originais em conjunto com as cópias.

Alguém pode dizer que a justiça é demorada... Concordo. Mas vou tentar explicar resumidamente porque com ordem judicial é muito mais célere:

1) Pede-se na ação uma coisa chamada Tutela Antecipada, que não vou entrar no mérito da questão sobre seus requisitos, mas que isso quer dizer que o juiz poderá conceder até no mesmo dia. (ou seja, ele não julga o processo, apenas de fornece um ''direito antecipado''. Isso é uma ordem judicial.

2) Concedida a Tutela Antecipada, o SUS, tem que cumprir o mandado judicial sob pena de prisão de alguém responsável pelo setor ou uma busca e apreensão que é feita por oficial de justiça, podendo ter acompanhamento policial.

3) O mais importante: não desistam dos seus direitos por mais difícil que seja para que outras pessoas não o respeitem.

A via administrativa, que é a burocracia toda do SUS, poderá ser resolvida em espaço bem menor, pela via judicial.

Abraços.

Ricardo Fonseca disse...

minha mãe esta na fila de espera do aparelho auditivo.
ja faz + de 1 ano e nada de aparelho
tem como visualizar o pedido ? ou vou ter que fazer novamente o pedido/

Ricardo Fonseca disse...

minha mãe esta na fila de espera do aparelho auditivo.
ja faz + de 1 ano e nada de aparelho
tem como visualizar o pedido ? ou vou ter que fazer novamente o pedido/

soramires disse...

RICARDO. tem que ir ao posto que atendeu sua mãe...em São Paulo não costuma demorar tanto. Geralmente na consulta em que é feito o pedido você recebe todas as indicações e uma data para voltar. Que papéis você recebeu? Não vale in formação verbal, tem que estar tudo escrito.

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO