quarta-feira, 21 de abril de 2010

APOSENTADORIA ESPECIAL


20 de abril de 2010 02 Comentarios Arquivado em NACIONAL, Noticias

Os trabalhadores com deficiência no Brasil deram mais um passo para alcançar o direito da aposentadoria especial. Na noite de quarta-feira (14/04), às 22h15min, a Câmara dos Deputados aprovou por unanimidade (385 deputados presentes) o Projeto de Lei Complementar 277/05, que permite a redução do tempo de contribuição dessas pessoas à Previdência Social. “Este projeto é um dos mais importantes para a vida do segmento. Com sua aprovação vamos melhorar, consideravelmente, a qualidade de vida das pessoas com deficiência”, afirmou o autor da proposta ex-deputado federal, vereador Leonardo Mattos (PV).

De acordo com a proposta aprovada, os deficientes poderão contribuir segundo o grau de deficiência:
• Deficiência moderada:
- 27 anos para homens e 22 para mulheres (redução de 03 anos)

• Deficiência grave:
- 25 anos para homens e 20 para mulheres (redução de 05 anos)

Aposentadoria por Idade
• Também poderá ser requisitada com cinco anos a menos que a idade exigida atualmente, que é 65 anos para homens e 60 para mulher.

Ambos deverão ter contribuído por um mínimo de 15 anos.

Tipo de deficiência que se enquadra na lei
• Um regulamento especificará o grau de limitação física, mental, auditiva, intelectual ou sensorial, visual ou múltipla que classificará do segurado como pessoa com deficiência.

• O regulamento também definirá em que grau (leve, moderada ou grave) cada deficiência será enquadrada.

Em todos os casos, o grau de deficiência será atestado por perícia médica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a cada cinco anos.

Renda mensal
• A renda mensal das pessoas com deficiência aposentadas por tempo de contribuição será de 100% do salário de benefício.

• No caso da aposentadoria por idade, o salário a receber será de, no mínimo, 70% mais 1% a cada doze meses de contribuição

• O segurado que houver contribuído mais receberá mais.

O TEXTO SEGUE AGORA PARA APROVAÇÃO NO SENADO FEDERAL

http://leonardomattos.com.br/noticias/projeto-de-aposentadoria-especial-para-deficientes-e-aprovado-pela-camara-federal/

10 comentários:

Anônimo disse...

Até que enfim está entendendo anossa dura situação, que DEUS ilumine este vereador LEONARDO MATTOS para que consiga exito.

josé reinaldo disse...

Finalmente,um amparo justo é muito dificíl conviver com a surdez,parabéns leonardo mattos!
José Reinaldo Nogueira-médico

Anônimo disse...

PARABENS PELO PROJETO ILUMINADO POR DEUS

Anônimo disse...

Se deus quizer e o nosso senhor vai querer, vai ser aprovado esse projeto porque os brasileiros deficientes sao vitoriosos, vai ter suas posentadorias por merecimento.

Anônimo disse...

O veriador estar de parabens por conseguir este direito para as pessoas deficiente esva mais do que na hora,gostaria de saber se eu poderia me aposentar,com o salario integrau depois de trabalhar 24 ano como professoura e 4 meses como bancaria.

Cristina Ferber disse...

Prezada leitora, as informações que postamos aqui no Blog abrangem o coletivo. Não temos condições de dar orientação específica ao leitor. Espero que encontre a resposta o mais breve possível. Um abraço.

soramires disse...

Cris, a mensagem dessa pessoa anônima parece de gozação, uma professora escrever dessa maneira? Muito estranho. Além disso a lei se refere a deficiências e enfermidades graves que reduzem a capacidade produtiva da pessoa. Não serve de nenhum modo para pessoas surdas sem outras deficiências. Surdos podem trabalhar como qualquer outro trabalhador sem deficiência. E vejo que muitas pessoas também "querem pegar" em leis feitas para os que realmente estão enquadrados.

Cristina Ferber disse...

Podemos excluir o comentário ou configurar o Blog para não receber mensagem de anônimos. Ninguém merece perder tempo não é SÔ? Beijão!

soramires disse...

Cris pode deixar comentário e resposta, afinal sua resposta foi clara e objetiva, pode ser útil para outros. E também recebemos poucos comentários absurdos, a maioria é de gente que pede e aceita nossa ajuda. Abração!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO